MTG Arena: Economia e Sensação

Ontem, vinte e dois de março de dois mil e dezoito, foi o fim das proibições de exposição de Magic: The Gathering Arena (MTGA), a transcrição do jogo de cartas em CCG (collectible card game) virtual. É engraçado pensar que o atraso de décadas fez com que essa edição do primeiro titã dos jogos de carta fosse conhecida como “Hearthstone, só que Magic” (deram sorte, mais dois ou três anos e ele seria conhecido como “Artifact, só que Magic”), mas o jogo (ou a plataforma, aí vai de cada um) finalmente existe, e é bom que exista. Optando pelo modelo econômico de CCG de Hearthstone, o foco do jogo é a manutenção de um público que joga casual mas constantemente, cartas não podem ser comercializadas ou trocadas entre os jogadores, somente são adquiridas abrindo pacotes ao jogar ou por meio de microtransações.

O sistema econômico está sendo desenvolvido por Uma Equipe De Experts e, ainda que não A Equipe De Experts, responsável pela infraestrutura econômica do mercado virtual da Valve e o motivo pelo qual Artifact será um TCG (trading card game), parece ser uma boa Equipe de Experts. Abandonando o modelo de incrementos curtos e periódicos à biblioteca de cartas, MTGA aposta no maior inerente de cada carta pela ampliada potencialidade de uso: enquanto Hearthstone divide o uso de cartas por trás do sistema de heróis e quantidade máxima de cartas por deck, não há esse tipo de limite no novo jogo. Daí calha que não há a necessidade, como em Hearthstone, de se desfazer de cartas obtidas não-queridas em quantidades grandes para que se obtenha uma interessante.

Cartas sobressalentes obtidas se tornam progresso para a obtenção de Wildcards, em que cada Wildcard pode ser convertida em uma outra carta de mesma raridade, ampliando grandemente a chance de ampliação efetiva (cartas que realmente serão utilizadas) de sua biblioteca de cartas. A desnecessidade do desfazimento é chave para que a transição do jogo para o modelo de CCG seja bem-sucedida.

Magic é melhor observado quando suas cartas são catalogadas por função. Você precisa de várias funções ou de poucas funções, mas, claro, sempre quer cartas que te proporcionem tal função o melhor e mais eficientemente o possível. A falta de grandes limitações para o uso dessas cartas é parte do motivo pelo qual são tão boas quanto são, e o resultado é que existe um número menor de cartas que que compõem uma base fundamental de possibilidades,. Sse você quiser destruir alguma criatura a carta que você deve adquirir é tal, se quiser encher sua mão de cartas eficientemente é aquela outra. O sistema mais prontamente garante cartas específicas de sua escolha do que te enche de cartas aleatórias.

Nunca comprei pacotes de carta na vida real, compro unidades ou decks prontos apenas e ainda assim é tudo muito caro. Gosto do gostinho de loteria que abrir um pacote tem, já joguei na loteria, já apostei, mas abrir pacotes de cartas e não se receber o que deseja é perder duas vezes. Uma derrota na aposta, outra no jogo propriamente. Abrir pacotes em MTGA é muito melhor – ou você recebe o que já queria quando tira a carta específica ou prossegue no caminho de receber o que quer com o progresso e acúmulo das Wildcards.

As cartas continuam lindas, mas não combinam com o jogo. O processo de aperfeiçoamento artístico e padronização do retrato das cartas de Magic foi longo e árduo. A era recente é marcada por lindos exemplos de paisagens fantasiosas, poderes mágicos grandiosos e criaturas impressionantes. Nada disso combina com animaçõezinhas de tabuleiro.

Magic tem um destaque especial em sua existência por ser um Jogo de Mesa. Tradicionalmente simuladores ou plataformas sérias em que se pode jogar Magic acabam sendo Simuladores De Mesa, não meramente iterações eletrônicas do jogo. Você joga a carta e a carta faz tal coisa, você não Conjura Uma Mágica.  Esse salto conceitual é muito difícil de ser realizado, ainda. Mas MTGA claramente tenta mudar essa tendência e alcançar o máximo de público o possível para a franquia.

É um jogo para quem quer jogar Magic um pouquinho. Não vai ser o suficiente para quem vive Magic.

SamuelPX

SamuelPX

Deus mesmo, quando vier, que venha armado!
SamuelPX

Últimos posts por SamuelPX (exibir todos)

Tags: ,