Resumão da minha primeira metade do ano

Eu to sem ideia, tá tarde e é a única coisa que eu consigo pensar em fazer. Eu geralmente deixo isso pro final do ano, mas pensando bem aqui é melhor que no Twitter.

Vamo que vai ser ligeiro.

RESIDENT EVIL 5 (Co-Op)

Divertido, padrão. Joguei só de Sheva. Alguns discordam, mas acho o jogo ainda bastante maluco e não tão sóbrio. Resident Evil 6 ousa mais e por consequência acho melhor. Não terminei RE6 porque também tava jogando Co-Op e fiquei com preguiça de jogar a campanha da Ada mas logo logo.

VARIOS KINGDOM HEARTS

Leiam meu texto. Os dois.

FRESHLY-PICKED TINGLE’S ROSY RUPEELAND

Eu não sei quem é que pensou nesse jogo, mas quero elogiar/matar seja la quem foi. O objetivo do jogo é ganhar mais dinheiro, mas pra ganhar mais dinheiro você tem que vender itens e comprar itens, mas você compra itens barganhando, se você barganhar abaixo do que querem ainda te tiram todo dinheiro que ofereceu, se barganhar muito acima também tira todo o dinheiro e o NPC claramente te chama de otário. Dei 500 reset nessa porra. Tingle não sabe batalhar mto bem e ai tem que contratar segurança por meio de, adivinha, barganha. Foda. As vezes você tem que barganhar por quanto vai vender o item e na maioria das vezes só tem direito a 3 erros e ai o filho da puta pega teu item de graça. Mas é divertido e estranho pra caralho.

FIGHTING VIPERS

Virtua Fighter só que alguém na Sega resolveu trollar. Rendeu excelentes risadas involuntarias.

RIPENED TINGLE’S BALLOON TRIP OF LOVE

Point n’ Click de DS com o Tingle. É continuação do outro mas é literalmente isso. É sobre como você é feio e tem cara de criminoso. Dessa vez você suborna mulheres com presentes e ai elas passam a achar que você é menos criminoso apesar de ainda feio. Menos algumas, algumas se apaixonam. Parece horrível, mas é menos preto no branco do que parece, e os personagens são legais. Seus amigos são personagens do Mágico de Oz só que “quase modernos”. Tem cenas legais igual quando você ajuda um bando de mineiros zumbi que morreram por trabalharem demais encontrarem paz e irem ao outro mundo. Só saiu no Japão e a tradução de fã não é das melhores, mas vale a pena. É um tanto dificil.

POKÉMON ULTRA MOON

Devia ter sido a única versão do jogo. Apesar de ser melhor que o Moon normal, o fato dele existir torna esse muito mais cansativo. Não tem o mesmo apelo e melhorias que geralmente as terceiras versões costumam ter. Mas o Hau, seu rival, é infinitamente superior nesse jogo.

KIRBY STAR ALLIES

Terminei duas vezes. De primeira achei curto. Na segunda vez completei com minha namorada e achei normal. Ótimo joguinho divertido, ok. Ai sairam os DLCs grátis com mais personagens onde mudava layout de fase, musicas e outras coisas. Agora é um dos meus preferidos, é o Kirby que mais re-joguei até hoje e ainda não cansei.

KIRBY’S BLOWOUT BLAST

Comprei em promoção. Puzzlezinho divertido que estava presente no Planet Robobot e foi expandido pra um jogo próprio. Nada demais fora isso.

BREATH OF THE WILD: CHAMPION’S BALLAD

Sinceramente, o DLC é um tantinho sem sal. Tipo, as shrines novas são legais, as cutscenes novas são legais e a dungeon nova (e a luta dessa dungeon) talvez sejam a minha preferida do jogo, que eu já acho lotado de dungeon bom. Mas é muito pouco, nem o Challenge Mode lá que saiu antes supre mto. Sei lá.

POKÉMON RED

Mais insuportável de progredir que eu lembrava e ai a gente vê que Pokémon realmente passou por muita coisa. Mas não vou mentir que não gosto, ainda gosto muito. Animado pra jogar esse mundo reimaginado no Let’s Go esse ano.

SPLATOON 2

Apesar que eu amo o multiplayer do jogo, o single-player (e o proprio multiplayer msm) não tem tantas diferenças do primeiro jogo. O primeiro era divertido e esse também é. É bom ter ele no Switch e não num sistema morto, então acho justificado. Salmon Run é MUITO bom e divertido.

THE LEGEND OF ZELDA: ORACLE OF AGES

Foi meu primeiro Zelda portátil e ainda é tão bonitinho quanto eu lembrava. Sou da opinião impopular que gosta mais desses dois jogos que o Link’s Awakening, mas talvez não tenha jogado ele na hora certa. Não sei. Oracle of Ages porém, gosto demais, mais até que o Seasons apesar dele ser mais dificil e inconveniente, e ter dungeons piores……….. É, sei la.

THE LEGEND OF ZELDA: ORACLE OF SEASONS

Enquanto eu tinha o Ages original, o Seasons eu tinha num daqueles cartuchos piratas que vinha os dois. Ele é bem mais maluco e variado que o Ages, acho que só não gosto mais dele de birra. E porque não tem os Zoras.

POKÉMON TRADING CARD GAME

Sinceramente eu terminei esse aqui no mesmo dia que voltei a jogar. Era divertido como eu lembrava, mas agora que eu não era mais criança ranhenta eu sabia de fato fazer decks. Não foi ridiculamente fácil, mas não foi nada absurdo também. Joguinho legal com musicas legais.

BOXBOXBOY!

Desde Pushmo eu tento aderir nesses puzzles alternativos da Nintendo, mas nunca me prendem direito. BoxBoy foi o que mais conseguiu e o segundo jogo é tão bom quanto. Mas eles são bem simples e é pra se jogar de vez em quando mesmo.

SAKURA SAMURAI: WAY OF THE SWORD

Eu só joguei isso aqui porque tinha uma musica no Smash. Pior que não é de todo ruim, é só curtinho e repetitivo.

DESTINY

Os meus queridos amigos me convenceram a comprar o jogo por 30 pila. Felizmente não me arrependi, porque é tão bom quanto o 2, apesar de que fiquei espantado quando o jogo acabou (Não percebi que tinha acabado). Pretendo jogar mais… um dia… o que me lembra que logo tenho que pagar PS Plus de novo, que inferno.

MARIO TENNIS ACES

Esse aqui merece post próprio para ser sincero. Pensando bem deveria ter sido o post de hoje. Mas agora já foi. Pequeno resumo: Ótimo jogo, falta um pouco de polimento que os primeiros tinham, tão tratando bem com os patchs e updates, vou jogar mais, porém dificil na ranked porque tem pouco brasileiro ainda lá.

SPLATOON 2: OCTO EXPANSION

 

TAMBÉM merece post próprio e eu esqueci completamente. Melhor coisa que Splatoon já fez e provavelmente vai fazer. É atualmente meu jogo preferido do ano (mas isso vai mudar sem dúvida). Quando eu fizer o post falo melhor.

E isso aqui foi até finalzinho de Junho, quem sabe no final do ano eu não faço outro pra complementar. Se discorda ou concorda com algo pode vir me xingar a vontade!!!!

 

Luiggi

Luiggi

Me perguntam porque eu gosto tanto da Nintendo. Primeiramente meu nome é Luiggi. Segundo é que nunca tive motivo pra me decepcionar desde que jogava quando pequeno. Deve ser porque nunca comprei um Virtual Boy. Se bem que eu comprei um e-Reader, mas era legal até. Eu gosto de videogames num geral.
Luiggi

Últimos posts por Luiggi (exibir todos)

Tags: , , ,