DizLike #28 – Melhor conteúdo descartado dos jogos

O trabalho de uma equipe até o jogo final é sempre tão enorme que, às vezes, dava pra fazer outro jogo só com o conteúdo descartado. Daí surge sempre aquele sentimento meio dúbio do “foi mas não foi”, do que poderia ter sido, de coisas que existiam na demo e deixaram de existir no jogo final, de personagens cortados (portanto assassinados) que assombram a equipe anos depois. Existe um site, The Cutting Room Floor, dedicado a catalogar esse tipo de coisa, mas a gente separou o melhor conteúdo descartado dos jogos pra você.

Por exemplo, sabia que o dislu.do tem um membro descartado na versão beta?

Hynx – F-Stop (Portal 2)

Durante parte de 2007 a Valve fechou a casa pra fazer uma sessão foda de pesquisa e experimentos na busca de ideias inovadoras para o Portal 2. De todos os experimentos o que a equipe da empresa mais gostou foi um tal de F-Stop, a ponto do Gabe Newell pedir para o criador, Joshua Weier, colocar a mecânica como sendo a principal em um novo jogo do Portal. Após quase um ano de desenvolvimento e alguns testes internos eles descartaram a ideia, basicamente por que quem jogava esperava ver portais; mas a recepção da mecânica em si continuava sendo sensacional. A Valve trancou a mecânica sem nunca mostrar para o público, na esperança de fazer um jogo com ela, e até hoje ninguém sabe direito como funciona. Alguns dizem que o conceito já foi usado em jogos de ex-empregados da empresa (Quantum Conundrum, por exemplo) ou que acabou sendo usado em um pequeno pedaço de Portal 2 de forma mais simples (a parte Enrichment Shafts possui até hoje assets não usados do F-Stop); mas a real verdade ninguém sabe. E, de acordo com o ritmo atual da empresa, é provável que jamais veremos a mecânica implementada em algum jogo.

Neozao – Torres Gêmeas (Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty)

Não dá pra saber até que ponto o ataque terrorista mudou os planos originais de MGS2 (que foi lançado no mesmo ano), mas é bom lembrar que o nome do jogo era para ser “Metal Gear Solid III”, o “III” representando as torres gêmeas e o empire estate building em Manhattan.

DizLike #29 - Melhor Conteúdo Descartado dos Jogos - Twin Towers (MGS 2)

 

Maciel

Um dos gatos de Maciel está em cima do tecnjdnfnghjnhjnhjhnjhnhjhnjhnhjnhhmpedindo de preencher seu favorito da semana.

 

Palas – Singing Mountain (Chrono Trigger)

Aparentemente, era pra ter uma área em 65,000,000 BC cujo único rastro é essa música. A julgar por ela, parece que tiraram Singing Mountain do jogo porque algum produtor olhou e falou “chega. O jogo já tem músicas incríveis demais. Se a gente incluir isso no jogo, vai ser demais pra cabeça das crianças e aí vai vir o governo atrás da gente achandoque a gente é bruxo.” É aquele caso de banda que deixa como b-side umas músicas que outras bandas matariam pra ter como single.

Luiggi – Isle Delfino (Super Mario Odyssey)

Em um jogo onde Mario viaja por todo mundo, era no minimo esperado que ele visitasse o local da sua primeira viagem oficial, certo? Pois bem, apesar do mundo todo ficar triste ao descobrir que isso não é verdade, parece que ao menos por muito tempo isso foi considerado. Muita das imagens de mapa mundi do jogo ainda possuem Isle Delfino (de Super Mario Sunshine) logo acima de Mushroom Kingdom, e até dentro do próprio jogo, olhando no globo de sua nave, é possivel ver que o bump map da ilha ainda se encontra lá, sendo possivel ver levemente seu formato quando bate contra a luz. Ainda tem a chance de DLC né… bora lá fazer Nintendo não custa nada…

Samuel PX – Final Smashes (Super Smash Bros.)

A invenção estética mais incrível dos jogos de luta com certeza foi a criação dos “supers” (ou como quiserem chamar Aquele Golpe Incrível). Smash só foi ter sua versão disso no terceiro degrau da franquia, mas, provando que os jogos são fruto de mentes criativas geniosas, e não mera roupagem marketeira nintendista, os Final Smashes apareceriam no primeiro jogo.

Miscelâneas Curiosas

Coçar o nariz movendo circularmente os músculos do rosto: PX, Neozao, Luiggi
Ficar o dia inteiro achando que tem catota grudada no meio do seu rosto caso você precise cutucar o nariz em algum momento: Neozao, Palas
Apertar o nariz e colocar ar pra fora pra ouvir o *pop* no ouvido tendo assim a ilusão de que você ajudou a limpá-lo mesmo que na verdade isso coloque seu aparelho auditivo em risco: Palas, Hynx
Fazer o máximo de barulho possível ao assoar o nariz pouco ligando para as pessoas em volta, pois assim com certeza você limpou melhor: Hynx
Não gostar de assoar o nariz: Luiggi

dislu.do

dislu.do

Unidos sob o simbolismo da famosa Raposa da Dissonância Ludonarrativa, somos uma galera produzindo conteúdo que faz tanto sentido quanto nosso mascote. Digo, se você não está convencido do quão lógico é a escolha do nosso mascote, a gente te convence em uns textões bem gigantescos. Ou pelo menos tentamos.
dislu.do

Últimos posts por dislu.do (exibir todos)

Tags: , , , ,