DizLike #2 – Cenas de Abertura

In Jogo, Show by dislu.do7 Comments

Chegou o momento da semana que antes era vazio na sua vida, equidistante do fim de semana que passou e do que está por vir, sem esperanças e sem Dislu.do. Chegou o momento de conhecer a gente melhor! Essa semana o tema do DizLike são Cenas de Abertura em videogames. Lê aí e conta pra gente também qual é sua cena de abertura preferida.

Hynx: Xenogears

Quando eu joguei pela primeira vez esse jogo eu fiquei de boca aberta na frente da TV sem entender porra nenhuma do que estava acontecendo. Na abertura uma nave no espaço perde seus controles e em todos os sistemas as mensagem “You Shall Be As Gods” invadem as telas. Sem ter o que fazer, a tripulação evacua a nave, o capitão firme em seu dever, a nave explode logo acima de um planeta, no qual uma mulher pelada de cabelo enorme assiste tudo. O jogo continua bem surpreendente em seus momentos iniciais e estranho em momentos futuros (sem spoilar), mas essa abertura é tão rica em coisas para você viajar e imaginar que te deixa curioso logo nos primeiros instantes. Nunca nenhuma outra teve o mesmo efeito em mim.

Neozao: Chrono Cross

É possível que todos os dias que liguei o playstation 1 ou o vita pra jogar Chrono Cross eu tenha deixado essa abertura tocar na íntegra. Não é nem só a parte visual ou sonora ou o que ela nos instiga a pensar que acontecerá no jogo, mas sim o conjunto todo que me faz não pensar nela necessariamente como “a abertura de chrono cross”, e sim como “o prólogo de chrono cross”.

Maciel: Dark Souls

A história de Lordran é esburacada e decadente quando chegamos. Não existe mais uma noção de tempo ou pertencimento, e entre os vivos e semivivos as informações não mais se conectam. É a abertura que nos dá contexto, que nos faz identificar figuras e locais sem dicas ou mapas, que nos faz entrar no clima proposto pelo jogo e aceitar sua dor, seu desafio e sua beleza. E, ao não nos dar propósito, permite que encontremos não só nosso próprio caminho, mas também nossa forma particular de contar uma mesma história.

Palas: Sonic CD (US)

É uma introdução singela, que mostra simplesmente o Sonic correndo por uma paisagem até chegar a um planetinha preso ao chão por uma corrente, que nem uma bexiga. É nesse planetinha que o jogo se passa, então o que temos aqui é uma jornada simples do ouriço até ele passar o controle da coisa toda pra você. Mas ela carrega muita força… pra mim, pelo menos. É algo que transmite um primeiro sentimento que você deve manter ao longo do jogo – tudo que você fizer vai ser tão legal e bonito e desenvolto quanto essa animação! Seja legal como o Sonic! Algo assim. E, se eu colocasse aqui a versão com Supersonic, a primeira música do Crush 40, ninguém ia nem estranhar.

Essa é, aliás, uma das poucas instâncias em que a trilha americana supera a japonesa. Sonic Boom é uma música excelente e devia ser o tema do Sonic por toda a eternidade.

[YouTube_WD id=6 item=4]

Luiggi: Super Smash Bros. Melee

A abertura de Super Smash Bros Melee é um atestado de amor, mas de um amor muito forte e claro que todo mundo consegue sentir. Não é a toa que há vídeos por aí da E3 dois mil e qualquer coisa quando apresentaram o jogo pela primeira vez com a abertura e havia gente chorando na plateia quando seu personagem preferido aparecia. Até hoje partes específicas ainda me dão arrepios. Junta tudo isso a uma música fantástica e nos temos uma das maiores celebrações aos videogames já feita.

Samuel px: Apocalypse

O mais incrível videoclipe de new-metal e a fusão de “Duro de Matar” com “Judge Dredd”

Miscelâneas Curiosas

Hotel com Pensão Completa: Hynx, Palas, Luiggi, Neozao, PX
Contra Spoiler: Hynx, Luiggi
Quindim: Hynx, Maciel
Roer unha: Neozao, Palas
Dormir com travesseiro alto: Neozao, Luiggi, PX
Descer escadas de costas: Neozao, Luiggi, Palas, PX

dislu.do