DizLike #6 – Melhor mascote horrível

In Jogo, Show by dislu.do1 Comment

Como seres humanos, somos levados a nos identificar com formas, texturas, sons e, claro, personagens. É importante para um produto/franquia ter algo que seja relacionável e de fácil identificação, pra gente só bater o olho e pensar “OLHA SÓ ESSE É O X DO Y” e ficar feliz. E é isso que mascotes fazem. Não é todo mundo que tem noção do que cria, no entanto, e tem muito mascote lixo por aí – que a gente gosta mesmo assim. Esquecemos de algum? Somos burros demais? Compartilha com a gente aí nos comentários.

Hynx: Yo-Noid!

Quando eu jogava esse jogo no Nes eu nem mesmo sabia que ele era um mascote real, ou que a Domino Pizza realmente existia. Mesmo assim eu adorava o jogo e o fato dele usar um Yo-Yo pra atacar, e achava bem bacana a aparência bizarra dele. Ele é completamente horrível em conceito, até mesmo se só deixarmos no escopo de mascote de pizzaria, e não faço a menor ideia de como conseguiram criar um jogo relativamente bem sucedido com esse personagem. Mas eu mantenho um certo carinho por esse… coiso.

Neozao: Tatl – The Legend of Zelda: Majora’s Mask

A sua fada companheira em Majora’s Mask também reflete todo o resto de Termina em relação a Hyrule: em vez de ser sua casa, confortável, que conhece como a palma da mão, é algo parecido o bastante para te deixar confuso quando percebe que não é igual. E, assim como Termina, no final do jogo sua atitude agressiva, inóspita, arrogante e perigosa vai se transformando em algo tão familiar quanto era no jogo anterior, mostrando que é tudo questão de costume, mesmo, embora nada seja substituível.

Maciel: Pikachu – Pokemon

Fica aí a questão: existe outra fnraquia mais consumida por um mascote tão tonto quanto Pokémon e sua relação abusiva com o Pikachu? O boneco nem é um galo de briga relevante, nem é BOM usar um pikachu porque só tem ataque elétrico trouxola, tem pokémons muito mais bonitinhos e simpáticos do que esse negócio amarelo. Como se cai nesse tipo de bueiro mercadológico em que toda sua marca (e país!) é representada por um rato envergonhado? É um conceito muito bizarro de autofagia entre consumidor e criador, entre marketing e produto viável, entre a tontice do conceito de mascote em si e o reconhecimento da marca por quem nem é o público-alvo.

Meias com Pikachu estampado? Xícara de cabeça de pikachu? Passa pra cá.

Palas: Fadas Zumbis da Orin – Touhou 11: Subterranean Animism

O que torna elas horríveis não é o fato de serem zumbis – mesmo porque não são zumbis, são só fadas normais brincando de faz-de-conta pra fazer graça -, mas sim o fato de correrem atrás de você e explodirem em tiros se você acertar elas, tornando-as os inimigos mais traiçoeiros e insuportáveis em qualquer Touhou. Mas são muito adoráveis, porque não são zumbis – são só fadas normais brincando de faz-de-conta pra fazer graça.

Luiggi – Wario

O Wario é egoísta, escroto, trapaceiro, rude, mal criado, ganancioso, guloso, de envergadura moral duvidosa, interesseiro, oportunista, fedorento, bruto, peidorreiro. Ele também foi criado com o singelo intuito de mandar um foda-se ao vivo pro Mario, porque o time de criação não aguentava fazer mais Mario Land. No final virou algo próprio e querido pelo mundo, este personagem que só quer saber de dinheiro e come alho. Também vem ao caso ele possui jogos excelentes

Samuel PX: Touki Denshou Angel Eyes

Quando fecho os olhos e penso nesse jogo isso é tudo que vejo: as terríveis miniaturas das personagens. Se fosse possível jogar somente com elas esse seria o quarto melhor jogo de luta dos anos 90. Cada uma dessas terríveis figuras encapsula perfeitamente o que é interessante em cada personagem, não existe resumo melhor para o jogo.

Miscelâneas Curiosas

Apertar plástico bolha mas não estourar: PX
Cheirar casca de eucalipto: Maciel. Hynx, Palas
Preferir jogar com personagem de sexo oposto ao seu: Hynx, Palas, Neozao, Luiggi
Brigar na Internet: Palas, Hynx, PX, Hynx
David Mafra: Hynx
Pastel de Queijo: Luiggi, Hynx, PX, Maciel, Palas, Neozao

dislu.do

dislu.do

Unidos sob o simbolismo da famosa Raposa da Dissonância Ludonarrativa, somos uma galera produzindo conteúdo que faz tanto sentido quanto nosso mascote. Digo, se você não está convencido do quão lógico é a escolha do nosso mascote, a gente te convence em uns textões bem gigantescos. Ou pelo menos tentamos.
dislu.do

Últimos posts por dislu.do (exibir todos)